SOBRE AMANDA NEGRASIM

CAPA VIDA rrfoto: Wilton Sadiki

AMANDA NEGRASIM 

MC –  CANTORA, atua no Hip Hop Brasileiro, usufruindo de sua autonomia e independencia vem ganhando muita evidencia no cenário musical de BR, está presente em eventos importantes da cidade como a Virada Cultural, Circuito Municipal de Cultura SP, Semana do Hip Hop Zona Sul entre outros, em Instituições privadas como o SESC. Protagonista de diversos edições de Programa Manos e Minas da TV Cultura, Show Livre, documentários,  entrevistas para jornais, blogs, sites e mídias alternativas. E tudo isso, sem deixar de lado seu trabalho nas periferias, dentro das escolas, CEUs, Casas de Cultura, espaços públicos e parceiros, onde leva seus RAPs , musicas que tem como objetivo difusão de direitos e transformações sociais.

Atualmente Amanda NegraSim, está em turnê pelas quebradas com seu 2 álbum: …Vida (disponível nas principais plataformas digitais) . Com produções de Dj Tony Di, Dj Mr Dri, Ricardo Mock e Biscoito Sintomas Clã. O álbum, tem participações especiais de Dudu Nascimento e DJ Llobato na faixa Quem é quem, Sintomas Clã, Front LR, CPI, Sagaz Bicho Solto e White Jay na Faixa Rap é ser Aprendiz (bonus track), …Vida, é continuidade e um paço adiante para as realizações da MC, que vem dedicando sua a vida ao fortalecimento da Cultura Hip Hop, considerando, aperfeiçoando e evidenciando seu futuro, passado e presente, influenciada diretamente pelos conceitos afro ancestral da mulher mãe negra vivendo na periferia e ainda produzindo cultura afrobrasileira em diáspora.

Em seu disco de estreia, Mundo Gira, a parceria com músicos, artistas e produtores renomados da musica brasileira. Seu disco de estreia, terá diversas participações especiais. Na musica Despertar, Amanda reforça sua parceria com a MC, Cantora Yaite Ramos Rodriguez (La Dame Blanche) Cubana, radicada em Paris. Em Hip Hop Criado na Rua, Negrasim, envolto a rimas e levadas inspiradas na Golden Era do Hip Hop Mundial, homenageia o Grupo DaGuedes, em uma releitura do refrão da musica Nossa Cultura. O disco conta ainda com participações de Kelly Neriah. A produção musical esta sobre a tutela do DJ Tony Di, musico instrumentista responsável por diversos clássicos do Rap Nacional. Mundo Gira foi lançado em Fevereiro de 2018. Está disponível nas principais plataformas e redes sociais.

A artista também atua como coordenadora, gestora e produtora cultural de diversos projetos e coletivos culturais periféricos, fortalecendo e reconstruindo espaços de redes de diálogos na periferia, com ênfase e foco nas ações e lutas da mulher PRETA. Assim AMANDA NEGRASIM, utiliza de seus acúmulos e trocas sociais, para difundir suas ideias de RESISTÊNCIA PRETA PERIFÉRICA.

Sempre acreditando que a música pode “salvar almas”, a cantora luta para que as pessoas tenham uma melhor condição de vida, e possam garantir seus direitos básicos, como alimentação, moradia e estudo. Neste contexto, o Hip Hop casa com a ideia de luta.

A MC vem se revelando nos palcos como atriz na peça de teatro DO CAPÃO PRO MUNDO, o espetáculo que envolve o grafite, dança, DJ e MC conta com artistas residentes do Capão Redondo, estreado em agosto de 2017, vem sendo apresentado em diversos teatros de SP e equipamentos culturais. E também no cinema com a participação no filme RAP GIRL.

Através dos vídeo clipes AMOR AO RAP, PERIFERIA UM PEDAÇO DA ÁFRICA, e ainda CONQUISTA – PERIFERIA UM PEDAÇO DA ÁFRICA (PARTE 2), sua carreira alcançou âmbito internacional, possibilitando sua primeira turnê na África – Angola – Luanda – Benguela, onde além de suas apresentações artísticas musicais pelo Pais, realizou oficinas de canto, MC, poesia rítmica, e preparadora de elenco de teatro com a peça Praia Morena escrita pela dramaturgo e escritor Rudnei Borges, encenada pelo grupo de teatro Bismas das Acácias em Angola – Benguela. Enriquecendo ainda mais seu trabalho artístico com sua ancestralidade, NEGRASIM gravou em Angola-Benguela seu próximo vídeo clipe CONQUISTA lançado em 2018.

Em sua apresentação a Rapper conta com DJs, banda,  intervenções como dança, grafite, literatura e muita informação. O bordão: Periferia um Pedaço da África!!!! marca registrada da artista, dá a tônica da vibração e autenticidade que a artista traz em seu trabalho, utiliza como canto de guerra sempre que vai se apresentar ao público. Dona de vocal potente, aliado à versatilidade musical, NEGRASIM surpreende nos palcos, pondo em xeque a suposta fragilidade feminina. Por onde passa contagia os fãs trazendo força, atitude e muita espontaneidade à Cultura Hip-Hop e a música popular brasileira.

“Família, Guerreira, Ativista, sempre NEGRASIM! Este é o compromisso e eu visto a camisa”

HISTÓRICO DE LUTAS E RESISTÊNCIA FAMILIAR

AMANDA CRISTINA SILVA DOS SANTOS, nasceu em Cotia, SP. Criada numa família que sempre valorizou a cultura negra, AMANDA participava desde muito pequena da Congada de São Benedito, festa tradicional de Cotia, que foi trazida há 60 anos pelo seu tio Benedito Pereira de Castro, o conhecido mestre Dito de Cotia, que em toda festa do Divino de São Luiz do Paraitinga, interior de São Paulo, é conhecido tradicionalmente por junto do seu companheiro, o violão, cantar sambas tradicionais e composições próprias acompanhado pelo coro de moradores locais, membros de sua família e turistas.

A influência musical de AMANDA permeia com tradições tipicamente brasileiras de cada região do País, como norte, nordeste e a cultura mineira, dado ao fato de ter uma família grande que migrou destas regiões. Isto refletiu positivamente em toda a sua percepção de música, literatura, poesia e costumes regionais. Criada com a possibilidade de ter liberdade de expressão, desde muito pequena, participava de eventos culturais e tocava percussão geral na Fanfarra Regente Feijó, onde absorveu formação musical que ia desde a músicas clássicas ao samba de raiz.

Samba aliás, que vem desde a experiência uterina, pois sua mãe, cabeleireira afro, foi dançarina e presidente do GRESMAC – Grêmio Recreativo Escola de Samba Municipal de Cotia. A família de AMANDA sempre afirmou sua cultura negra, participando das histórias dos Bailes de Função (como eram chamadas as baladas Black). Mas foi sua prima Vanessa Sant’Anna que a apresentou à cultura Hip Hop. A cantora então, passou a escrever matérias sobre o Hip Hop para o jornal local da cidade, o Notícias Regionais. A vivência no mundo Hip Hop a levou a outros caminhos, resgatando assim, a musicalidade presente em sua vida.

O trabalho como repórter no Jornal Noticias Regionais com Ricardo Medina e Alexandre Maia, lhe rendeu convite para participar do grupo de rap OFL – Os fora da Lei, como backing vocal. Após, AMANDA decidiu formar o grupo Impacto Feminino. E desde então desenvolve seu trabalho em parceria com artistas que dialoguem sobre os mesmos princípios da ancestralidade africana e suas diásporas.

2 comentários em “SOBRE AMANDA NEGRASIM

  1. Saudade de vc preta !!! Irmã querida !!! Nao sei se e um lugar próprio pra deixar meu numero mas….. Te acheie bjk … 991842749

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s